Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Os melhores combinados de sushi e sashimi por até R$ 100; veja onde encontrar

Confira seleção do 'Paladar' de opções com bom custo-benefício, além de dicas do quê e como pedir em cada restaurante

30 de junho de 2022 | 17:37 por Danielle Nagase e Renata Mesquita, O Estado de S.Paulo

Quem dera a experiência de um omakase - o refinado menu-degustação japonês - fosse acessível para qualquer ocasião. Mas, como em termos de finanças, o mar não está para peixe (se é que você nos entende), o Paladar foi atrás de combinados de sushis e sashimis com bom custo-benefício para que você possa satisfazer a sua vontade sem castigar demais no bolso.

Tirashi servido no almoço no restaurante Kenzo Sushi na Liberdade 

Tirashi servido no almoço no restaurante Kenzo Sushi na Liberdade  Foto: Tiago Queiroz/Estadão

O teto estipulado para a seleção foi o de R$ 100 - um baita desafio, mas, acredite, conseguimos encontrar boas alternativas dentro desse valor, principalmente no horário do almoço, durante a semana, em que os restaurantes costumam praticar preços mais amigáveis, assim como nos cardápios do delivery. 

Levamos em conta não apenas preço, mas também o frescor e a variedade dos peixes, o corte dos sashimis e a montagem dos sushis, além da qualidade do shari - se algumas dessas palavras te deixaram confuso, veja aqui o nosso glossário de termos mais populares da gastronomia japonesa.

Combinados do Aizomê têm valores mais em conta no delivery.

Combinados do Aizomê têm valores mais em conta no delivery. Foto: Marcelo Chello/Estadão

Outro ponto importante, o preço engloba apenas o valor dos combinados. Leve em consideração o valor adicional do serviço (que pode variar entre 10% e 13%) e, em casos de delivery, o valor do frete ou a taxa extra do aplicativo. 

Mas, olhe só, se você é fã e assíduo frequentador dos rodízios de comida japonesa, talvez essa lista não faça sentido para você. Aqui o lema é comer menos e melhor, algo bem distante do all you can eat - ou coma à vontade - desse estilo de restaurante. Se você faz parte do nosso time, cuja qualidade importa mais que a quantidade, esse roteiro é para você. Então, confira as nossas dicas e prepare os hashis.

 

Aizomê 

Preste atenção nesta dica valiosa: dá para comer os sushis e sashimis de Telma Shiraishi gastando menos de R$ 100. No cardápio do delivery, escolha o combinado Moriawase de Peixe Branco, que reúne 15 peças a R$ 95. A seleção de (ótimos) peixes varia de acordo com o que a chef encontrar de mais fresco no seu fornecedor de confiança. Chances de encontrar na caixinha - como foi o caso do pedido do Paladar feito nesta semana - sashimis de robalo e de olhete, uma fatia grossa de sashimi de tainha (deliciosamente macio e untuoso), niguiris de beijupira, linguado, namorado e carapau e mais quatro kappamakis de pepino.

Moriawase de Peixe Branco, do Aizomê.

Moriawase de Peixe Branco, do Aizomê. Foto: Marcelo Chello;/Estadão

A quantidade de comida, que vem propositalmente apertadinha numa linda embalagem compacta, “para gerar menos resíduos ao meio ambiente”, é suficiente para saciar uma fome moderada. Se eu, Danielle, comeria mais? Certamente - mas por gula e não por necessidade.

Shoyu da casa - da Kikkoman, retemperado pela chef - acompanha, assim como gari artesanal (conserva adocicada de gengibre) e wasabi.

Onde: Al. Fernão Cardim, 39, Jardim Paulista. 2222-1176. Delivery (ou retirada): deliverydireto.com.br/aizome. 11h/14h30 e 18h/22h (6ª e sáb. 11h/15h e 18h/22h; dom. 11h/15h).

 

By Koji  

Apesar das localizações pouco usuais, uma dentro do Estádio do Morumbi e outra no Hospital Albert Einstein, o restaurante comandado pelo sushiman Koji Yokomizo é aclamado pela qualidade do seu peixe e dos sushis desde sua inauguração, em 2012. Os combinados mais acessíveis estão disponíveis no horário do almoço durante a semana. Por R$ 92, é possível montar um prato com sushis e sashimis (14 peças), ou ainda baterá, uramaki e hossomaki, mais um acompanhamento à escolha do cliente, com opções que variam entre temaki e croquete cremoso de caranguejo, mais uma sobremesa.

Combinado Moriwase no delivery do By Koji

Combinado Moriwase no delivery do By Koji Foto: By Koji

Se não conseguir arranjar um tempinho para ir até um dos endereços durante a semana, o delivery do By Koji é um dos maiores achados da cidade. Você vai precisar gastar um tantinho a mais, mas vale cada centavo. 

Aposte no Moriwase Variado (R$ 115), com oito niguiris, quatro baterás, dois dyo, dois uramakis e um temaki. Você ainda pode escolher a variedade dos peixes dentro do próprio aplicativo. Além de viajarem superbem, chegam em casa acompanhados, em compartimentos separados, de shoyu especial da casa, wasabi e gengibre em quantidades abundantes (e necessárias). 

Onde: Praça Roberto Gomes Pedrosa, 1 - Portão 4, Jardim Leonor. 3624-7710. 12h/15h e 19h/22h (fecha 2ª). Delivery pelo iFood.

 

Hiroshi

Fora do eixo gastronômico oriental, o restaurante é famoso entre moradores da zona norte pela qualidade de seus sushis e sashimis - se você mora em outras regiões da cidade, esteja certo que a comida faz valer o deslocamento até lá. Se tiver a chance de ir no horário do almoço, de segunda a sexta-feira (atenção, a casa não abre às quartas-feiras) vai encontrar os combinados mais em conta desta seleção.

Combinado Executivo, do Sushi Hiroshi.

Combinado Executivo, do Sushi Hiroshi. Foto: Danielle Nagase/Estadão

O combinado executivo traz dez fatias de sashimi (salmão, atum e peixe branco), quatro califórnia, três tekkamakis, três kappamakis e missoshiru por R$ 56. Pelo mesmo valor, ideal para quem não faz questão das fatias de sashimi, o sushi executivo chega à mesa com cinco niguiris, quatro califórnia, três tekkamakis, três kappamakis e missoshiru.

Não pode ir durante a semana no horário do almoço? O combinado simples, do menu à la carte, passa um pouquinho do teto deste roteiro, R$ 105, mas vale cada centavo, olhe só: 20 fatias de sashimi variados, quatro califórnia, rês tekkamakis, três kappamakis e missoshiru.          

Onde: R. Capitão Manuel Novaes, 189, Santana. 2979-6677. 11h30/14h30 e 18h30/22h30 (sáb. e dom. 12h/15h e 18h30/22h30; fecha 4ª)

 

J1

Quem vê o cardápio do restaurante Jun Sakamoto - cujo famoso omakase sai por até R$ 500 - nem imagina que dá para ter um gostinho da culinária do chef gastando menos de um quinto do valor. No J1, localizado no shopping Villa Lobos, o combinado de sushi Iti-Nin Mai sai por R$ 99. Ele traz quatro niguiris de salmão, dois de atum e dois de peixe branco do dia (no pedido do Paladar veio robalo), mais quatro hossomaki de atum e quatro de salmão. Trata-se do básico muitíssimo bem feito, sem nada (absolutamente) a reclamar sobre a qualidade e o frescor dos pescados - fora o shari, que não é o mesmo do restaurante primogênito, por conta do custo, mas ainda assim, muito gostoso. A tudo isso, soma-se o shoyu da casa, mais suave, que é retemperado pelo chef.

Combinado de sushi Iti-Nin Mai, do J1.

Combinado de sushi Iti-Nin Mai, do J1. Foto: Danielle Nagase/Estadão

Por mais R$ 26, apesar do total passar dos nossos R$ 100 estipulados, dá para arrematar o combinado mini, com 19 peças e a mesma variedade de peixes. A vantagem são as generosas fatias de sashimi, três de casa peixe (salmão, atum e branco), além da mesma variedade de sushis.

Onde: Shopping Villa Lobos - Av. das Nações Unidas, 4.777, Alto de Pinheiros, piso 1. 3588-8778. 12h/15h e 19h/22h (sex. 12h/15h e 19h/23h; sáb. 12h/23h; dom. 12h/22h).

 

Kan Suke 

Acredite, é possível comer em um restaurante japonês com estrela Michelin por menos de R$ 100. Nesse caso, vá de menu executivo preparado diariamente no almoço por Egashira Keisuke. Técnico, sóbrio (ele arranha poucas palavras em português), o sushiman oferece suas criações em três opções de pratos neste horário: tirashi, sushi ou sashimi - cada um sai por R$ 90. 

No tirashi, seleção de fatias dos melhores peixes do dia, além de polvo e tamago, cobrem uma porção de shari -, este um dos melhores da cidade, levemente adocicado e muito saboroso. Vale apostar também nos sushis, uma seleção com nove peças, feitas com peixes variados (só esqueça salmão, aqui não entra), delicadas e precisas - elas já chegam à mesa com wasabi e shoyu pincelado. 

Se for pouco para sua fome, peça uma porção de sashimis, mas acrescente mais R$ 90 nessa conta. Todas as opções são acompanhadas por um missoshiro do dia.  

O restaurante é minúsculo - são apenas cinco cadeiras no balcão e mais poucos lugares no andar de cima - só consegue um lugar quem chega cedo ou reserva com antecedência (o que é muito recomendado, principalmente se quiser se sentar no balcão e ver o mestre Egashira em ação). 

Onde: R. Manoel da Nóbrega, 76, Galeria Ouro Branco, loja 12, Paraíso. (11) 3266-3819. 11h30/14h e 18h/22h (fecha domingo e toda última segunda-feira do mês).

 

Kazuo 

É no horário do almoço que é possível encontrar combinados com preços atrativos no menu do restaurante asiático comandado pelo experiente chef Kazuo Harada. São duas opções, mas apenas o Chuushoku (R$ 94,50) fica dentro da faixa de preço proposta nesta seleção. 

Nesse formato, você escolhe uma entrada, entre cinco receitas variadas, que pode ser ceviche, cogumelos salteados com espinafre, ou tempurá de shiso coberto com tartare de salmão e ovas de peixe (farto e com fritura sequinha). Na sequência, o chef prepara um prato com 13 peças, entre sushis, sashimis e baterás, sempre com fatias de atum, salmão e ao menos um peixe branco do dia. A pedida atende bem a fome e o desejo de comer um sushi de qualidade, com shari delicado e bem feito, sem invencionices. 

Bentô Box do almoço no Kazuo 

Bentô Box do almoço no Kazuo  Foto: Rubens Kato

Se quiser uma experiência mais gastronômica, ainda sem gastar muito, é possível optar pelo bentô box (R$ 118), que oferece, além da seleção de sushis e sashimis, mais três iguarias variadas (pode ser uma ostra com molho ponzu e guioza de costela, por exemplo), além de sobremesa caprichada que parece ter saído direto do menu-degustação da casa. 

Onde: Av. Brigadeiro Faria Lima, 2277, Itaim Bibi. 3062-5241. 12h/15h e 19h/23h (Sáb., 12h30/23h; dom., 12h/22h).

 

Kenzo Sushi 

Quando quiser se dar um presente especial, prove o omakase (menu-degustação) da casa na Liberdade. Por R$ 380, é possível passear pelos peixes frescos, comprados diariamente pelo proprietário, o japonês Takashi Okuno, de 75 anos, em preparos bem executados, que podem incluir, a depender do dia: uni, vieira, bluefin toro, entre outras iguarias.

Combinado executivo do Kenzo Sushi na Liberdade 

Combinado executivo do Kenzo Sushi na Liberdade  Foto: Tiago Queiroz/Estadão

No entanto, é possível ter uma amostra dessa seleção sem gastar muito no almoço durante a semana. O combinado executivo sai por R$ 85 e inclui 12 peças (são sete sashimis, quatro niguiris e um hossomaki, cortado em seis partes) com enorme variedade, coisa rara nessas pedidas. São utilizados até oito peixes no mesmo prato, entre eles garoupa, pargo, carapau, olho de boi e cavalinha, além dos tradicionais atum e salmão, na composição de sashimis, niguiris e uramakis. O resultado é um combinado colorido e diverso. 

Quer mais? Se for mais do time dos sushis, é possível pedir um combinado com sete peças, por R$ 85, incluindo uma dupla de tamago, o sushi de ovo, suave e levemente adocicado. O mesmo vale para o sashimi, com 15 peças, e ainda acompanha gohan e missoshiro. Por último, o tirashi (R$ 85), chega em uma bela caixa, com uma cama de shari coberta com uma seleção de fatias dos melhores peixes do dia.

Onde: R. Thomaz Gonzaga, 45, F,  Liberdade. (11) 3132-3666. 11h30/14h30 e 18h30/21h30 (sáb. e dom, 12h/15h e 18h30/21h30). Delivery próprio pelo WhatsApp (11) 99938-3777.

  

Montoza Pescados 

Após vários anos trabalhando com pescados no atacado, atendendo a alguns dos melhores restaurantes da cidade, a peixaria passou a vender, em meados de 2018, por delivery, peixes e frutos do mar para pessoas físicas. 

O sucesso com os clientes foi tanto, que desde o ano passado eles lançaram um serviço despretensioso de sushis. Convocaram para a missão, o sushiman Rodrigo Hisi, que prepara as pedidas de acordo com o que chega na peixaria. 

Como é de se esperar, a variedade e o frescor são o ponto alto dos combinados do Montoza - a depender do dia, há sushi de uni, lula, centolla chilena, até ovas de bagre branco e unagi (enguia). Tudo bem simples, a embalagem é de papelão, sem frescuras, mas chega em casa com sachês de shoyu Kikkoman importado. Ponto para eles. 

A opção que entra nesta nossa seleção é o chamada combinado (R$ 87). São quatro niguiris, um gunkan com ovas (a escolha do cliente entre ikura, massago, uni e karasumi), cinco sashimis e duas peças de makimono, o enrolado feito com algas do lado de fora e arroz no interior, com fatia de peixe cru no meio. 

Preços à parte, o pseudo-restaurante ainda oferece uma interessante carta de saquês e cervejas artesanais (Dogma e Trilha) para viagem.

Onde: 18h22h (fecha dom. e 2ª). Apenas delivery pelo WhatsApp (11) 97109-1384 ou pelo Goomer.

 

Sushi Lika 

Um clássico entre os restaurantes da Liberdade, com direito a lugares no balcão, coladinhos nos sushimen, ou em salinhas mais reservadas, daquelas em que é preciso tirar os sapatos para adentrar. Como o cardápio é extenso - e a fome intensa pode atrapalhar a escolha -, aqui vão algumas dicas com bom custo-benefício. Na ala dos pratos executivos, servidos de segunda a sexta-feira no horário do almoço, o Sushi Tei traz 12 peças de sushis variados, mais missoshiro e conserva por R$ 70. Já o combinado misto reúne seis niguiris e cinco sashimis de peixes variados (destaque para as fatias de barriga de atum maçaricadas que apareceram no pedido do Paladar) e quatro uramakis de salmão por R$ 71.

Combinado misto, com peixes variados, do Sushi Lika.

Combinado misto, com peixes variados, do Sushi Lika. Foto: Danielle Nagase/Estadão

Um pouco mais caro, mas ainda dentro do valor, o combinado Sushi Nami, do cardápio corriqueiro à la carte, traz nove niguiris variados e quatro tekka makis e custa R$ 92.

Não se importa de passar um pouquinho dos R$ 100? Então vá de combinado Especial (R$ 119), que abarca oito sashimis, seis sushis variados, quatro tekka makis e quatro califórnia.

Onde: R. dos Estudantes, 152, Liberdade. 3207-7435. 11h30/14h30 e 18h30/22h (sáb., 12h/15h e 18h30/22h; fecha dom.)

 

Tanuki 

Um amor antigo entre chefs e moradores da região, o balcão, comandado desde 2004 pelo sushiman Serginho, oferece cozinha japonesa tradicional: sushis e sashimis clássicos, sem invencionices, sempre com peixes de ótima qualidade.  

Os combinados - sim, mais de um, para diferentes tipos de desejo - que entram nessa faixa de preço estão entre os mais substanciosos da cidade: as fatias de peixe são grossas e, além disso, é padrão, ao se sentar, logo receber uma saladinha, um pratinho com legumes à moda japonesa e um missoshiro, ora incrementado com com tofu, ora com vôngole. Ambas acolhedoras.   

O minimini (R$ 89) traz 17 unidades: cinco sashimis, quatro sushis e oito hossomakis. Já o Nami, com 16 unidades (R$ 89), reúne oito sushis e oito hossomakis. 

Como boa casa japonesa, ao final da refeição, ainda é oferecida uma singela e bem-vinda porção de fruta e o banchá, chá verde quentinho e perfeito digestivo.  

Onde: R. Jericó, 287, Pinheiros.(11) 3814-3760. 11h30/14h45 e 18h/22h45 (sáb, 12h/15h30 e 18h/22h45; dom., 12h/15h30; fecha 2ª). Delivery próprio pelo WhatsApp (11) 93438-1803.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?

Mais lidas