Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Para onde sopram os ventos cervejeiros de Chicago

O bar Hopleaf foi um dos pioneiros a promover nos Estados Unidos o movimento da cerveja craft quando abriu há 20 anos; hoje o lugar a garantia de ótima bebida e comida – não importa se faz frio ou calor

08 junho 2016 | 18:52 por Isabelle Moreira Lima

Nada é capaz de trazer tanto conforto e alegria de viver como um chope no começo da tarde no Hopleaf, bar que reúne 460 cervejas no norte de Chicago. Se faz frio, a casa oferece calor e luz, com seus janelões que valorizam cada filete de raio de sol. Se faz calor, saiba que pode confiar em seu ar-condicionado e em suas cervejas session, que o descolarão do inferno úmido em que se transforma a cidade no verão. Se você está só, pode sentar-se ao balcão e aprender com um dos bartenders hiperespecializados da casa. Se espera um grupo pequeno de amigos, é certo que conseguirá uma das melhores mesas, as cabines à direita do primeiro salão.

Neste bar, a fome é bem-vinda. Depois de um dia de passeio intenso, os pratos de inspiração belga o farão feliz – manteiga não faltará. Difícil vai ser escolher entre os cozidos flamengos, os frutos do mar ou os embutidos artesanais. Mexilhões cozidos em witbier com fritas belgas, no célebre sanduíche reuben de pato ou no delicioso trio de salsichas com feijão branco? Além de, claro, algum especial do dia, uma vez que o cardápio muda quase semanalmente e segue a oferta de produtos locais. Decisões, decisões…

Mexilhões cozidos em witbier com fritas belgas.

Mexilhões cozidos em witbier com fritas belgas. Foto: Grant Kessler/Divulgação

O bar fica no coração do bairro sueco Andersonville, como é chamada a charmosa faixa de dez quadras da rua North Clark em que se enfileiram antiquários, papelarias, butiques e cafés. Foi fundado há 20 anos por Michael Roper, experiente empresário da noite que atuou por anos também em Detroit. Ele queria sair do circuito das casas de show em que atuava sem aderir à estética do bar de esportes, tão comum em Chicago. Para isso, tomou a primeira decisão radical: não haveria televisores na nova casa.

Começou a estudar tudo o que podia sobre a cultura da cervejaria artesanal, que engatinhava no país. “Queria abrir um lugar dedicado exclusivamente a cervejas melhores, algo que ninguém havia feito antes”, contou em entrevista ao Paladar

O bar fica no coração do bairro sueco Andersonville, da zona norte da cidade.

O bar fica no coração do bairro sueco Andersonville, da zona norte da cidade. Foto: Mark Lind/Divulgação

Conseguiu. Hoje, o Hopleaf, que significa folha de lúpulo, é uma espécie de santuário do movimento cervejeiro: tem 68 cervejas em torneira e outras 341 em garrafas ou latas no cardápio oficial. Há ainda 50 rótulos raros em um salão nos fundos, que podem ser examinados pelos clientes. 

Nas torneiras, que todos os dias recebem novos produtos, há um esforço para se ter 15 cervejas de Chicago, 15 belgas, 15 do Meio-Oeste e um mix de outras regiões dos EUA e do mundo. “Temos uma preocupação em mesclar estilos e levar as estações em consideração. As pessoas não querem uma strong dark imperial stout num dia quente de verão, nem bebem cervejas mais leves de trigo em fevereiro, no auge do inverno.”

Como o menu de latas e garrafas corresponde a somente 10% das vendas do bar, Roper evita estilos que devem ser vendidos frescos, como as IPAs, as lagers e as pilsners. Mas o grande lance do Hopleaf é reunir cervejas disponíveis apenas no bar e ter levado a Chicago uma variedade de rótulos que, por diferentes motivos, jamais chegariam à cidade. “Cultivamos relações pessoais com os cervejeiros e promovemos encontros entre eles e os clientes”, diz Roper.

Sanduíche de presunto Nueske com fritas belgas. 

Sanduíche de presunto Nueske com fritas belgas.  Foto: Grant Kessler/Divulgação

Para quem está de passagem, recomenda-se provar algo feito pelas cervejarias de Chicago. Se for da turma do lúpulo, a dica é a American Pale Ale Daisy Cutter, da Half Acre, que fica a poucos quilômetros dali.

Dois avisos: não chegue na hora de pico do jantar, que em Chicago é 19h. A casa estará lotada e será difícil conseguir um dos assentos mais nobres. E não confie em seus cabelos brancos, se os tem: é fundamental portar passaporte ou identidade para entrar no bar. Rugas não bastam.

SERVIÇO 

Hopleaf

5.148 North Clark Street, Chicago

Tel.: +1 (773) 334-9851

Horário de funcionamento: seg. a dom. de 14h às 2h (sáb. até 3h)

Não é permitida a entrada de crianças (nem de bebês)

www.hopleafbar.com

Navegue pelo mapa e escolha outros destinos gastronômicos

 

Ficou com água na boca?