Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Cervejeiro paulista detalha o caminho do sucesso: pioneirismo e persistência

Marcelo Carneiro, cervejeiro de Ribeirão Preto (SP), fala na 2ª edição do curso Paladar de Alta Performance

29 junho 2016 | 13:34 por Redação Paladar

“Fora a sua, que cerveja artesanal você gosta?”, perguntou alguém na plateia. “Todas”, respondeu Marcelo Carneiro, criador da Colorado, uma das primeiras cervejarias genuinamente brasileiras. Ele foi o palestrante da manhã desta quarta-feira (29), no 2º curso Paladar de Alta Performance, realizado desde a segunda-feira no Museu da Imagem e do Som (MIS).

Com o tema “A evolução da cerveja nacional – A visão do pioneiro que ajudou a criar a cena cervejeira artesanal no Brasil”, Marcelo contou a história dos rótulos que criou e deu uma aula sobre como a persistência o ajudou a se fortalecer no mercado. Formado em Direito, o cervejeiro chegou a ter uma editora e a trabalhar na indústria farmacêutica antes de abrir, em Ribeirão Preto (SP), um bar que fabricava a própria cerveja. Isso em 1996, quando nem se falava sobre isso por aqui. No ano passado, a marca foi comprada pela Ambev.

Marcelo Carneiro, criador da cervejaria de Ribeirão Preto (SP), fala na 2ª edição do curso Paladar de Alta Performance

Marcelo Carneiro, criador da cervejaria de Ribeirão Preto (SP), fala na 2ª edição do curso Paladar de Alta Performance Foto: Ernesto Rodrigues|Estadão

Hoje, são 650 mil litros/mês produzidos em uma fábrica inaugurada no começo do ano, em Ribeirão.  Além da Colorado – que quase se chamou Califórnia, por conta da fama de Ribeirão Preto –, Marcelo se prepara para lançar a 016 (código de área da região) e estuda a criação de mais uma, em parceria com um fabricante de Seattle, nos Estados Unidos.

“É preciso reforçar a cultura da cerveja no Brasil, assim como já é feito com o vinho. E com uma vantagem: enquanto o vinho conta com cerca de 200 componentes, a cerveja tem mais de 400”, declarou. “É um mundo de possibilidades que se abre. As harmonizações são quase infinitas”.

Para Marcelo, que fala em “evangelização da cerveja”, o Brasil tem muito potencial cervejeiro, mas é preciso que os consumidores se acostumem a pedir a carta de cerveja nos estabelecimentos, estimulando essa cadeia. Quando você sabe de tudo que está por trás do produto, continuou o cervejeiro, a experiência é outra. “Tem muito cervejeiro que nunca viu um pé de lúpulo”.

 

  Foto: Ernesto Rodrigues|Estadão

Paladar de Alta Performance. Veja a íntegra da programação do curso aqui. A cobertura completa você pode acompanhar pelo site e pelas redes sociais do PaladarFacebookTwitter e Instagram

ACOMPANHE A COBERTURA:

+"Não tenha medo da crise, adapte-se", diz consultor gastronômico

Entre panelas, yoga, pilates e terapia: os segredos dos restaurantes Maní

Pouca pressa, muito planejamento: a receita do crescimento segundo Bernardo Ouro Preto

"Não deixe a crise interromper a sua história", diz fundador da Cia. Tradicional de Comércio

Fundador do Ráscal fala sobre trajetória de 40 anos na gastronomia em evento do Paladar

 

Ficou com água na boca?