Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Pouca pressa, muito planejamento: a receita do crescimento segundo Bernardo Ouro Preto

Sócio-investidor do grupo St. Marche, Bernardo Ouro Preto conta como entrou para a gastronomia na segunda edição do curso Paladar de Alta Performance

28 junho 2016 | 14:15 por Redação Paladar

Dois amigos cansados do mundo corporativo que pediram demissão e se uniram para abrir o próprio negócio. O começo dessa história é até comum entre empreendedores, mas o final feliz nunca é garantido. Definitivamente, porém, esse não é o caso do empresário Bernardo Ouro Preto, que, ao lado do sócio Vitor Leal, construiu marcas valiosas no ramo de alimentos – e não pensa em parar.

Com o tema “A equação da multiplicação – Como usar o planejamento como uma estratégia para crescer no mercado de alimentação”, Bernardo foi o primeiro palestrante desta terça (28), na programação do 2º curso Paladar de Alta Performance, que começou segunda e vai até esta quarta, no MIS (Museu da Imagem e do Som).

Bernardo Ouro Preto é sócio do St. Marche, do Empório Santa Maria e do Eataly. 

Bernardo Ouro Preto é sócio do St. Marche, do Empório Santa Maria e do Eataly.  Foto: Ernesto Rodrigues/Estadão

Planejamento, assegurou Bernardo, sempre foi uma preocupação. “E ele (o planejamento) começou já na escolha do ramo. Não tínhamos ideia de onde investir. Estudamos, pesquisamos muito. Não queríamos ser peixes grandes num laguinho. Queríamos ser peixes bem pequenos num mar bem grande”, contou.

Depois de anos de conversas e ajustes, a aposta foi no varejo de alimentos. Nascia, então, há 15 anos, o St. Marche, que hoje conta com 18 lojas, em São Paulo (com mais duas a caminho). Depois, vieram  a aquisição do Empório Santa Maria, em 2008, e o primeiro Eataly da América Latina, no ano passado. O foco nunca foi ganhar dinheiro – o que, segundo Bernardo, só começou a acontecer quatro anos depois da abertura da primeira loja. “É preciso ser paciente e acreditar no seu projeto”, disse.

Bernardo Ouro Preto abriu o segundo dia do curso Paladar de Alta Performance 2016. 

Bernardo Ouro Preto abriu o segundo dia do curso Paladar de Alta Performance 2016.  Foto: Ernesto Rodrigues/Estadão

O St. Marche investiu em uma estrutura que contrariava todas os estudos sobre disposição de lojas. Correram o risco e deu certo. “Quando você inova, o cliente te dá o benefício da dúvida e embarca, experimenta também”, afirmou Ouro Preto. “Acreditamos que ir ao mercado pode ser essencial, mas não precisa ter o peso de uma obrigação. Nossas casas são assim”.

Expansão. A meta agora é levar as marcas do grupo a outras cidades, mas Bernardo reforça a necessidade de planejamento. “Não temos pressa. É preciso crescer com qualidade”.

Para superar os desafios, Bernardo revelou que tem investido em marcas próprias, novos formatos e serviços inovadores. “Só crescemos bem quando estamos seguros dos passos que vamos dar”.

Paladar de Alta Performance. Veja a íntegra da programação do curso aqui. A cobertura completa você pode acompanhar pelo site e pelas redes sociais do PaladarFacebookTwitter e Instagram

ACOMPANHE A COBERTURA:

"Não tenha medo da crise, adapte-se", diz consultor gastronômico

+ Cervejeiro paulista detalha o caminho do sucesso: pioneirismo e persistência

"Não deixe a crise interromper a sua história", diz fundador da Cia. Tradicional de Comércio

Fundador do Ráscal fala sobre trajetória de 40 anos na gastronomia em evento do Paladar

Entre panelas, yoga, pilates e terapia: os segredos dos restaurantes Maní

 

Ficou com água na boca?