Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Provamos o novo omakase vegano do Aizomê

A talentosa chef Telma Shiraishi criou um menu-degustação de pratos sem qualquer proteína animal que incluí seleção de sushis de vegetais

14 de abril de 2022 | 05:00 por Patrícia Ferraz, O Estado de S.Paulo

Seleção de sushis do novo menu-degustação vegano do Aizomê 

Seleção de sushis do novo menu-degustação vegano do Aizomê  Foto: Rafael Salvador

Basta circular pelos restaurantes da cidade para notar que os chefs estão cada vez mais empenhados em oferecer alternativas às carnes e peixes. Seja por razões éticas ou para reduzir o impacto ambiental da produção de alimentos, o fato é que a presença de vegetais nos cardápios não para de crescer. Mas que ninguém imagine que a cozinha sem proteína animal seja restritiva. Ao contrário, o que se vê é variedade, fartura, combinação de diferentes técnicas e grandes surpresas. 

Uma das melhores novidades da temporada gastronômica paulistana é o omakase vegano do restaurante Aizomê, uma sequência notável de pratos sem qualquer proteína animal, em que a escolha fica nas mãos da chef.

Cogumelos e caqui seco com molho branco de gergelim e missô

Cogumelos e caqui seco com molho branco de gergelim e missô Foto: Rafael Salvador

Para compor o novo menu-degustação, Telma Shiraishi seguiu os princípios da culinária dos monges budistas japoneses, shojin ryori – que não admite qualquer tipo de violência contra outras formas de vida, portanto exclui carnes, aves e peixes. A chef explorou os vegetais nos mais diferentes preparos, com grande delicadeza dando origem a um festival de sabores, cores e texturas.

Para começar, um criativo trio de tofus – o primeiro, feito com leite de amêndoas, servido com gelatina de alga e cogumelos; o segundo, de gergelim, decorado com sagu feito com dashi e gengibre, e o terceiro, cogumelos e caqui seco com molho branco de gergelim e missô. A mini moranga assada recheada com abóbora ao curry chegou exalando perfume.

A seleção quente trouxe ainda uma saborosa sopa cremosa de tupinambo (alcachofra de Jerusalém) e alcachofra. E mochi grelhado, escoltado por cogumelos, raízes, broto de samambaia e missô de castanhas. 

Inarizushi, do novo menu vegano Aizomê, com tofu frito e pasta de layu. 

Inarizushi, do novo menu vegano Aizomê, com tofu frito e pasta de layu.  Foto: Rafael Salvador

Não faltou o tempurá – de raiz de lótus, mostarda e folha de crisântemo. Delicadíssimo. Nem o sashimi, feito com gelatina de amido de konnyaku, um tubérculo, com aparência de atum e servido com dashi de shoyu e sakê (de virar o potinho para não deixar sobrar nem uma gota…). E para encerrar, uma seleção de sushis: de mini milho tostado, de tomate maduro fermentado, de ervilha, de folha de mostarda com flor de cerejeira. Espetacular.

Sushi de tomate maduro fermentado da sequência de pratos do menu vegano do Aizomê 

Sushi de tomate maduro fermentado da sequência de pratos do menu vegano do Aizomê  Foto: Rafael Salvador

Os pratos do omakase vegano são servidos apenas no Aizomê dos Jardins e variam diariamente, conforme os melhores produtos disponíveis. São duas opções: menu de 5 tempos (R$ 250) ou de 7 tempos (R$ 290). O omakase tradicional, com carnes, aves e peixes continua em cartaz, assim como o menu à la carte do restaurante, continuam em cartaz. 

Serviço

Aizomê 

Alameda Fernão Cardim, 39. Jardins

Tel.: (11) 2222-1176

Horário de funcionamento: 11h30/14h30 e 18h/22h

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?