Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Rodrigo Oliveira resume seu Mocotó

Rodrigo Oliveira fez um delicioso resumão da cozinha sertaneja em sua aula Sabores fortes, mas com leveza: o peso na cozinha do Mocotó. Trouxe o famoso cozido do boteco familiar, o Mocofava, serviu torresminho e mostrou com zelo a carne-de-sol que serve no Mocotó, embalada a vácuo com manteiga de garrafa e cozida por 24 horas.

07 junho 2009 | 16:20 por redacaopaladar

Gerou polêmica sua afirmação de que a fava deve ser mesmo levemente amarga. Uma cearense quis saber se tudo bem escadaldá-la. “Você tira o amargor, mas também muito do sabor e dos nutrientes. Sugiro que use outro feijão”. Ela não gostou muito do que ouviu, mas os dois se reconciliaram quando ele ofereceu um brinde à platéia para quem acertasse a resposta: “Onde é que está o maior tonel de cachaça do mundo?”. Ela estufou o peito e acertou: “É lá em Fortaleza”. Ganhou uma camiseta, e tem gente que ganhou cachaça, mas todo mundo saiu satisfeito – mocofava, carne-de-sol, torresmo e pirão de leite, sem economia.

Ainda deu tempo de Beto Pimentel subir ao palco e empilhar elogios ao jovem chef, que foi pego de surpresa pelo mineiro-baiano Edinho Engel na saída da aula: Edinho passou uns 10 minutos entrevistando Rodrigo para um programa de TV do Mato Grosso.

Ficou com água na boca?