Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Saiba onde comer maniçoba em São Paulo durante o período do Círio de Nazaré

Na esteira das comemorações do Círio, festa realizada no Pará, casas paulistas servem o prato feito com as folhas da mandioca até a próxima semana

10 outubro 2018 | 19:05 por Ana Paula Boni

Quem já esteve no Pará nessa época do ano sabe o que é o cheiro da maniçoba no ar. Não é nenhuma metáfora: a maniçoba, prato típico nortista com o qual se festeja o Círio de Nazaré, no segundo domingo de outubro (dia 14), leva pelo menos uma semana na panela e o cheiro exala por todos os cantos.

Ingredientes. Folha da mandioca, maniva (centro) e carne

Ingredientes. Folha da mandioca, maniva (centro) e carne Foto: Nilton Fukuda|Estadão

Em São Paulo, além de alguns restaurantes que já servem a tradicional receita feita com as folhas da mandioca, outras casas vão fazer o prato especialmente por conta dos festejos do Círio. 

No Barú Marisqueria, casa focada em pescados do chef colombiano Dagoberto Torres, a maniçoba vai ser servida na sexta-feira dia 19 (R$ 38), tanto no almoço quanto no jantar. Apreciador da culinária brasileira, Dagoberto tem por perto fornecedores como a paraense Antonia Padvaiskas, do Empório Poitara, e por isso abriu espaço no seu menu para ter a maniçoba na próxima semana.

O prato ali será o preparado pela mãe de Antonia, dona Ruth, que mora em São Paulo desde a década de 1970, mas desde a infância na região de Abaetetuba convive com a receita. “Antigamente a gente pilava as folhas no pilão de madeira, mas agora passa no processador”, conta ela, que cozinha a maniva (folha pré-cozida) que Antonia traz do Pará, somando oito dias na panela. 

Dona Ruth vai servir sua maniçoba no Barú, restaurante do chef Dagoberto Torres

Dona Ruth vai servir sua maniçoba no Barú, restaurante do chef Dagoberto Torres Foto: Nilton Fukuda|Estadão

Três dias antes de o prato ficar pronto é quando entram as carnes, as mesmas da feijoada (pé, orelha, rabo, paio, bacon, carne seca), e por isso o prato tem sabor que lembra a feijoada. É tradicionalmente servido com arroz branco e farinha d’água (a farinha de mandioca fermentada, como se faz no Norte).

A maniçoba também pode ser apreciada em restaurantes como Na Cozinha e Benedita, além do bar Bebo Sim (do mesmo dono do Benedita), que farão a receita especialmente por conta do Círio. No Amazônia Soul e no Lámen-Açú tem o ano todo, caso o cliente perca a festa.

Casa de cozinha paraense na Vila Mariana, o Amazônia Soul vai ter um bufê especial no dia 14, com receitas como maniçoba e ainda arroz de pato, pirarucu, casquinha de caranguejo e dadinho de tapioca (R$ 89,90, por pessoa).

+ RECEITA: Maniçoba da chef Anna Maria Martins, do restaurante Lá em Casa de Belém

Para quem quiser aproveitar o clima nortista, hoje é dia de Tacacá na Tietê, evento que a chef Mara Salles faz no Tordesilhas a cada dois meses, quando serve no fim de tarde o tacacá em cuias da janela de seu restaurante (R$ 27, a cuia grande).

Maniçoba do Benedita

Maniçoba do Benedita Foto: Lucas Fonseca

SERVIÇO

Amazônia Soul

R. Áurea, 361, Vila Mariana. 5083-4046

Dia 14 (11h/17h), R$ 89,90 o bufê livre

Barú Marisqueria

R. Augusta, 2.542, Cerqueira César. 3062-0898

Dia 19 (12h/15h e 19h/23h), R$ 38 (maniçoba) e R$ 60 (tambaqui na brasa)

Benedita

R. Havaí, 258, Perdizes. 3875-4764

Dias 12 e 13 (12h/16h) e 14 (12h30/16h30), R$ 52 (maniçoba) e R$ 68 (pato no tucupi)

Bebo Sim

Av. Prof. Alfonso Bovero, 1.107, Perdizes. 2713-2828

Dias 13, 20 e 27 (13h/19h), R$ 40 (maniçoba) e R$ 54 (pato no tucupi)

Lámen-Açú

R. Guaraú, 120, Mirandópolis. 5589-9124

Fixo desde 2017, no almoço e no jantar, R$ 40 o bowl de arroz coberto por maniçoba, feito por paraense de família japonesa

Na Cozinha

R. Haddock Lobo, 955, Jardins. 3063-5377

Dias 11, 12 (12h/15h) e 13 (até 17h), R$ 49,90 (maniçoba) e R$ 55 (pato no tucupi)

Tordesilhas

Al. Tietê, 489, Jardins. 3107-7444

Hoje (17h/20h), Tacacá na Tietê, R$ 27 (cuia grande de tacacá)

 

Ficou com água na boca?