Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Só de birra

Heloisa Lupinacci

Tarantino é a primeira cervejaria de grande porte na zona urbana de São Paulo

Cervejaria abre as portas no bairro do Limão nesta sexta-feira; são dez torneiras, mesa de pingue-pongue e fliperama

05 setembro 2018 | 19:34 por Heloisa Lupinacci

A Cervejaria Tarantino abre as portas nesta sexta (7). Primeira cervejaria de grande porte na zona urbana de São Paulo, a Tarantino fica em um galpão industrial no bairro do Limão. 

Descolada. Taproom com vista para os tanques

Descolada. Taproom com vista para os tanques Foto: Anna Boga

O taproom – com janelões de vidro que dão para a cervejaria – tem dez torneiras ao estilo self-service. Você pega um cartão, abastece com crédito, pega um copo, põe quanto quiser e o valor vai sendo descontado do crédito do cartão. A graça é que dá para provar pouco antes de se comprometer com um pint.

Duas torneiras são fixas: Miracle IPA e Tarantino German Pils (leia abaixo). As outras oito variam. Se for conhecer a cervejaria neste fim de semana, não deixe de provar a dry stout (R$ 4, 100 ml). Ela é uma surpresa: com 3,8% de teor alcoólico, é do tipo de que dá para tomar litros. Tem gostinho de café e o mérito de não ser cansativa. É uma Guinness (muito) melhorada.

O cervejeiro da casa é Alexandre Sigolo, um dos fundadores da escola Sinnatrah e ex-cervejeiro da Burgman. E, ali, ele recebe boas visitas: o norte-americano Doug Odell (Odell Brewing) assina a Miracle IPA. Pete Slosberg, grande figura do meio cervejeiro americano e fundador da Pete’s Brewing Co., esteve na cervejaria no sábado. 

A conexão dos sócios, Gilberto Tarantino, Luciano Consentino e Isaac Deutsch, com os Estados Unidos é grande. Tarantino é pioneiro na importação de cervejas americanas no Brasil. Deutsch é americano.

Os sócios Luciano Consentino, Isaac Deutsch e Gilberto Tarantino

Os sócios Luciano Consentino, Isaac Deutsch e Gilberto Tarantino Foto: Anna Boga

O pátio imenso externo da cervejaria tem cadeiras de praia e mesas feitas com sobras de mobiliário industrial, mesa de pingue-pongue, tabela de basquete e muito grafite. A comida vem de food trucks e barracas, como Vinil Burger (Tarantino é um dos donos), e da Salumeria Tarantino. Na parte interna tem biergarten e fliperama. 

O negócio principal da cervejaria é vender barril e latas para outros pontos de venda, mas para o bebedor de cerveja paulistano, a notícia mesmo é que a gente ganhou um espaço bem cool (amigável para crianças) para dar uma passada nos fins de semana ou depois do trabalho na sexta.

TARANTINO MIRACLE IPA

Preço: R$ 26 (lata de 473 ml, na Cervejaria Tarantino)

IPA para beber de balde. Direto da torneira é um estouro aromático – dá-lhe maracujá e notas cítricas. O melhor da taproom é que é tudo fresquíssimo. A cor é linda, quase alaranjada. Para quem gosta de lúpulo, mas dispensa o excesso de amargor.

 

 

  Foto: Cervejaria Tarantino

 

TARANTINO GERMAN PILS

Preço: R$ 18 (lata de 473 ml, na Cervejaria Tarantino) 

Poucas coisas me deixam mais animada do que cervejarias legais apostando em pils (já provou a da Trilha? É ótima). Essa é bem clássica, com lupulagem delicada, corpo leve e notas de malte em primeiro plano. Uma cerveja tranquila, que não cansa. 

 

  Foto: Cervejaria Tarantino

 

SERVIÇO

Cervejaria Tarantino 

R. Miguel Nelson Bechara, 316, Limão.

Dia 7/9, 11h/21h.

Funcionamento normal: sex., 16h/21h (sáb., 11/21h e dom., 11h/20h)

Ficou com água na boca?