Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Vontade de comer feijoada? 'Paladar' sugere seis endereços

Restaurantes botam água (e pertences de porco) no feijão e oferecem esse clássico da culinária brasileira no salão ou no delivery; confira roteiro

04 de junho de 2021 | 05:00 por Cintia Oliveira, ESPECIAL PARA O ESTADO

Elaborada com feijão preto, carne-seca e diversos pertences de porco, como linguiça, costelinha, pé, rabo e orelha, a feijoada é um dos ícones da culinária brasileira. Trata-se de um prato substancioso, que combina os sabores defumados e a gordura das carnes, envolvidas por um espesso caldo de feijão preto. É lei encontrá-la às quartas e sábados nos cardápios dos bares e restaurantes, que costumam servi-la com arroz, couve, farofa, laranja e os mais diversos acompanhamentos.

No Tordesilhas, feijoada vem com arroz, couve, farinha, vinagrete, laranja, caldinho de feijão, linguiça e torresmo.

No Tordesilhas, feijoada vem com arroz, couve, farinha, vinagrete, laranja, caldinho de feijão, linguiça e torresmo. Foto: Lucas Terribili

Embora tenha a mesma base, cada cozinheiro prepara a feijoada ao seu modo. Há quem prefira acrescentar só as carnes mais nobres como costelinha, linguiça e carne-seca, mas, também, quem não abre mão de acrescentar pé, orelha e rabo de porco, para deixá-la ainda mais untuosa. A seguir, confira uma seleção de endereços conhecidos pelas suas feijoadas. 

Tordesilhas 

A chef Mara Salles é uma autoridade quando o assunto é cozinha brasileira. Aos sábados, ela serve uma feijoada tradicional, com paio, linguiça, carne-seca, pé, orelha e costelinha de porco, que é salgada ali mesmo. Servida na cumbuca (como manda a tradição), a feijoada é guarnecida de arroz, couve orgânica, farinha de mandioca tostada, molho vinagrete com o caldo da feijoada, pimenta malagueta e laranja. A versão servida no salão ainda ganha o reforço de caldinho de feijão, linguicinha e torresmo (R$ 89, a individual; R$172, serve 2 pessoas). Excepcionalmente neste sábado (5), o restaurante estará funcionando somente no delivery. Al. Tietê, 489, Jardins. 3107-7444. 12h/ 15h e 18h30/ 21h (sáb. 12h/ 17h e 19h/ 21h. dom. 12h/ 17h. fecha seg., ter. e qua.). Delivery pelo iFood e take away tem desconto de 5%. 

Jiquitaia 

O chef Marcelo Corrêa Bastos serve, aos sábados, duas versões da feijoada: a “light”, com costelinha, carne de sol, linguiça e joelho de porco, além da completa, que ganha o reforço de orelha, pé e língua defumada. O diferencial é que as carnes usadas na receita são de produção própria, ou elaboradas por produtores artesanais. A feijoada chega à mesa escoltada por farofa de dendê, torresmo, couve, vinagrete e molho de pimenta (a partir de R$ 63). R. Coronel Oscar Porto, 808, Paraíso. 3051-5638. 12h/ 16h e 18h/ 21h (dom. 12h/ 16h. fecha seg.). Delivery próprio e pela Rappi.

No Rubaiyat, bufê de feijoada oferece cada tipo de carne é oferecido separadamente.

No Rubaiyat, bufê de feijoada oferece cada tipo de carne é oferecido separadamente. Foto: MKT Rubaiyat

 

Rubaiyat 

Conhecida pelas carnes premium, a churrascaria tem como ponto alto a feijoada, que é servida aos sábados, na hora do almoço. Elaborada com o feijão floresta, que é cultivado na Fazenda Rubaiyat, a receita leva pernil, costela defumada, língua, linguiça portuguesa, lombo, orelha, paio, pé, rabo, bisteca, costelinha de porco e linguiça de lombo. No farto buffet, as carnes são servidas separadamente e dividem espaço com guarnições como arroz, banana, couve, farofa, laranja, abacaxi grelhado, mandioca, torresmo, molho de pimenta e vinagrete (R$ 115, por pessoa). O prato também está disponível no delivery (R$ 143, serve duas pessoas). Av. Brigadeiro Faria Lima, 2954, Jardim Paulistano. 3175-8888. 12h/ 21h. Delivery próprio, iFood e take away. 

Bolinha 

Inaugurado em 1946, o clássico endereço paulistano ganhou fama pela feijoada, que é servida diariamente. No cardápio, o prato surge nas versões magra, com carne-seca, paio, linguiça portuguesa, costela salgada, lombo e língua defumados; e tradição, que ganha o reforço de pé, rabo e orelha. Além de arroz, couve, farofa e torresmo, a feijoada também é guarnecida de mandioca frita, banana à milanesa, calabresa frita, bacon, bisteca, farinha de mandioca torrada, molho de feijão apimentado e laranja cortada (a partir de R$ 159,20). Av. Cidade Jardim, 53, Itaim Bibi. 3061-2010. 11h/ 16h30 (sáb. e dom. 11h/ 19h). Delivery próprio. 

No Feijoada na Janela, versão “light” é feita com linguiça calabresa, paio, costelinha e carne-seca.

No Feijoada na Janela, versão “light” é feita com linguiça calabresa, paio, costelinha e carne-seca. Foto: Thiago Mann

A Feijoada 

Com três endereços na capital paulista, todos dedicados ao delivery, a marca sob o comando de Shi Martins e Reinaldo Soares oferece a receita em uma versão mais leve, à base de costelinha defumada, paio, linguiça calabresa, carne-seca, lombo e bacon. É guarnecida de arroz, bisteca, lombo desfiado, torresmo, farofa com cebola caramelizada e bacon, caldo de feijão, mix de pimentas, caldinho de feijão com bacon e laranja (a partir de R$ 65). O local também oferece uma versão vegana, à base de cogumelos, tofu e legumes, que é servida com arroz, abóbora cabotiá salteada, couve, farofa, mix de pimentas e laranja (a partir de R$ 60). E os combos ainda ganham o reforço de caipirinha e sobremesa. 2503-3263. 10h45/ 21h45. Delivery próprio e pelas plataformas iFood, Rappi e UberEats.

Feijoada na Janela  

Antes da pandemia, Rildo Barros tinha o hábito de preparar a sua feijoada para os amigos. O sucesso foi tanto que, com o tempo, os amigos dos amigos passaram a frequentar o seu apartamento, na Vila Buarque. Até que um deles, Roni Andrade, sugeriu a ideia de transformar a feijoada em um negócio. Sem a possibilidade de realizar encontros presenciais, a feijoada é servida às quartas e sábados somente no delivery. A versão “light” é feita com linguiça calabresa, paio, costelinha e carne-seca. E os clássicos arroz branco, couve, torresmo e farofa servem como acompanhamento (R$ 40, a individual; R$ 60, serve duas pessoas). 99474-2274. 11h/ 16h (qua. e sáb). Delivery próprio e pelo iFood, Rappi e Apptite.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?