Paladar

Receitas

Receitas

Alex Silva|Estadão
Alex Silva|Estadão

Miniberinjelas com tomate

Aprenda a fazer essa receita que leva miniberinjelas, tomates bem maduros e ricota fresca

por Redação Paladar

Berinjela e tomate fazem um dos casamentos clássicos na cozinha mediterrânea. E não por acaso. Eles pertencem à mesma família e se combinam de várias formas, em texturas distintas, complementando o sabor um do outro. O tomate entra com a acidez, a berinjela com um toque de amargor e eles vão se acertando. Mas é o seguinte: se a berinjela não estiver bem preparada, o amargor toma conta e ela pode arruinar o prato.

Esta receita leva miniberinjelas, tomates bem maduros e ricota fresca. Você pode assar a berinjela ou grelhar, se preferir. Também já experimentei fazer as duas coisas – fica linda com a superfície marcada – mas o trabalho não compensa, o resultado é parecido. Serve como entrada ou como um belo acompanhamento para um prato de carne ou até um peixe.

Preparo

1Lave bem as miniberinjelas, corte-as ao meio, tempere com sal e deixe num prato por aproximadamente dez minutos.
2Lave de novo para retirar o excesso de sal. Seque bem as berinjelas com um pano limpo.
3Ponha as berinjelas numa assadeira, regue com 2 colheres (sopa) azeite e leve ao forno para assar até ficarem macias.
4Tire do forno e ponha num refratário que possa ir à mesa.
5Faça uma cruz na extremidade dos tomates e coloque-os numa panela com água fervente por dois ou três minutos, para levantar a pele. Escorra os tomates em água fria.
6Corte os tomates ao meio no sentido vertical, tire a pele e as sementes e pique-os em cubinhos pequenos (concassé).
7Ponha 4 colheres (sopa) de azeite e o alho picado numa frigideira, acenda o fogo e espere começar a chiar. Junte os tomates e refogue por três ou quatro minutos. Tempere com sal e pimenta.
8Espalhe o tomate sobre as berinjelas e leve-as novamente ao forno por uns dez minutos.
9Tire o refratário do forno, espalhe por cima a ricota esmigalhada. Regue com o azeite restante, verifique os temperos e sirva o prato bem quente.
 

Para beber

O sommelier Luiz Antonio Amaral, do Kaá, sugere três estilos bem distintos: o espumante gaúcho Guatambu Rosé (R$ 52,85, novinhosevinhos.com), com acidez correta e frescor; o alemão Grauburgunder Pinot Gris Weingut Heinz Pfaffmann (R$ 65, na Weinkeller), que por ter um pouco de açúcar residual contrasta bem com o amargor da berinjela; e o Rioja Bordon Crianza (R$ 95, na evinhosdaespanha.com), espanhol tinto de corpo médio e taninos macios e boa acidez, que não se sobrepõe ao prato.

Ficou com água na boca?