Paladar

Receitas

Receitas

Alex Silva|Estadão
Alex Silva|Estadão

Prato do Dia

Patrícia Ferraz

Salada francesa de batata bolinha

Aprenda a fazer essa deliciosa salada que pode ser servida tanto quente quanto gelada

por Patrícia Ferraz

Esta salada francesa de batata vai bem em qualquer época do ano. A diferença é que no verão, deve ser gelada, e nos dias frios, fica melhor em temperatura ambiente – ou mesmo quase morna. Mas qualquer que seja a temperatura de servir, o segredo é misturar o molho às batatas ainda quentes, pois absorvem melhor o sabor. Gosto de usar batatas do tipo bolinha, mas a receita se presta a qualquer tipo de batata. A salada parece meio sem graça, mas você vai mudar de ideia depois de prová-la. Experimente.

Preparo

1Lave bem as batatinhas, sem tirar a casca, e cozinhe em água com sal, até ficarem macias, mas firmes. Não deixe amolecer muito.
2 Escorra as batatas e corte cada batata em três ou quatro rodelas. Reserve.
3Numa panelinha com água fervendo, cozinhe o dente de alho, sem casca, por três ou quatro minutos. Escorra e pique.
4Pique a cebola em cubinhos e pique a cebolinha francesa.
5Numa vasilha de vidro ou inox ponha o vinagre, o azeite, o sal, a mostarda, o alho picado, a cebola, a pimenta e o sal, bata para emulsionar. Misture às batatas enquanto estiverem quentes. Se não for servir na hora, cubra com filme plástico e guarde na geladeira por até seis horas. Sirva em temperatura ambiente.

 

Para beber

A sommelière Lerizandra Salvador, do Vicolo Nostro, indica o branco chileno Sanama Chardonnay Château Los Boldos, com boa untuosidade para encarar a mostarda (R$ 45,90, na Zahil); o francês Domaine Sorin Terres Rouge Rosé, que é delicado e suculento (R$ 87,40 na Decanter); e o espumante brasileiro Cave Geisse Blanc de Noir, que traz leveza à combinação. (R$ 89, no www.vinicolageisse.com.br)

Ficou com água na boca?