Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

A Casa do Porco lança menu-degustação: é hora de voltar para provar as novidades

Após três anos desde a inauguração, chef Jefferson Rueda renova sequência de onze pratos à base de porco no restaurante mais concorrido da cidade

13 de dezembro de 2018 | 21:20 por Patrícia Ferraz, O Estado de S.Paulo

A Casa do Porco é o restaurante mais concorrido da cidade, as filas são enormes, não tem dia tranquilo ali (nem no almoço e nem no jantar!), mas é o seguinte: você vai ter que voltar lá. O chef Jefferson Rueda está estreando o novo menu-degustação. Chama-se O Porco é. É a primeira troca grande no menu desde que a casa foi aberta há três anos, com a proposta de oferecer uma viagem ao mundo à base do porco. 

A grande estrela da casa é o porco a Sanzé, porco caipira marinado, aberto e assado inteiro por seis horas numa churrasqueira instalada na cozinha, desenhada pelo próprio chef. O porco assa lentamente e a carne fica macia, desfiando ao toque do garfo. Ele é servido pururuca, em pedacinhos, acompanhado de couve, tartare de banana, farofa de ovo e virado de feijão. Obrigatório. E continua no menu, na verdade ele é o prato que encerra a sequência. E é também o ingrediente principal do sanduíche vendido pela janela da casa, combinado com cebola e abacate que custa R$ 17.

O novo menu-degustação tem onze pratos ao todo. E o chef aproveitou para reduzir o cardápio à la carte da casa, tirou algumas coisas, trocou outras. Calma, os clássicos continuam lá, sushi de papada de porco com tucupi negro, o virado servido na torradinha com ovo de codorna frito. A pancetta com goiabada também ficou, mas agora chega em altíssimo estilo à mesa, dentro de uma cabeça de porco de cerâmica colorida (Jefferson Rueda contratou um designer especialista em 3D que fez uma cabeça de porco “autêntica”, só que ela é pintada, e cortada na forma de um prato com tampa). 

A nova degustação começa com café da manhã. Só que não. Vem uma toalhinha xadrez, com fatias de pão de fermentação natural feito na casa com manteiga de lardo. Tem melão com presunto, só que ele chega em dois copinhos, um na forma de kombucha de limão e melão e o outro como um consome de presunto. E tem também as fatias de mortadela artesanal feita pelo chef, que é craque nos embutidos. O legal é que em vez de cubinhos de gordura, a mortadela tem lascas fininhas de castanha do pará. E ainda vem um cuscuz de porco com flores e salada de maionese com presunto Real Rueda. Nem precisaria mais nada. Mas esse é só o começo.

Porco cru, versão de quibe cru com hummus de beterraba, vegetais e ervas frescas d'A Casa do Porco Bar

Porco cru, versão de quibe cru com hummus de beterraba, vegetais e ervas frescas d'A Casa do Porco Bar Foto: Mauro Holanda

Aí vem um quibe cru, feito com carne de porco, servido com hummus de beterraba, vegetais e ervas frescas. Outra novidade é a berinjela à parmigiana com ragu de porco, receita da dona onça, Janaína Rueda

Desta vez, a chef se envolveu bastante no novo menu-degustação d’A Casa do Porco, além de fazer as harmonizações com as bebidas, cervejas, drinques e vinhos. A feijoada mexidinha também é dela: quirera de arroz, feijoada (é a receita da Janaína, famosa e concorrida na cidade), couve, picles de maxixe e tangerina.

O churrasquinho de porco chega de forma triunfal. O chef fotografou uma churrasqueira de porta de estádio (daqueles que vendem churrasquinho de gato) e mandou fazer em miniatura. Ela tem até o toldinho azul. Vem fumegante, com carvão e três espetinhos: o de hortaliças, uma linguiça artesanal e uma costela de porco presa no palito.

Feijoada mexidinha, prato de Janaina Rueda para o novo menu d'A Casa do Porco

Feijoada mexidinha, prato de Janaina Rueda para o novo menu d'A Casa do Porco Foto: Mauro Holanda

Antes da entrada do porco Sanzé, vem uma salada de frutas, com morango, amora, tomate, beterraba e iogurte. É para preparar o paladar.

A sobremesa é anunciada sem megafone: Pamonha, pamonha, pamonha! Uma brincadeira com os vendedores de pamonha que circulam pela cidade anunciando o produto. É um creme de milho com sorvete de queijo de cabra, crocante de fubá, picles de minimilho e pó de palha de milho.

Pamonha, pamonha, pamonha: creme de milho com sorvete de queijo de cabra e crocante de fubá

Pamonha, pamonha, pamonha: creme de milho com sorvete de queijo de cabra e crocante de fubá Foto: Mauro Holanda

A Casa do Porco continua em grande forma. E os preços, amigáveis: o menu-degustação custa R$ 125 por pessoa. E agora tem até um jornalzinho próprio, Porco News Brasil, com ilustrações divertidas. Ah, outra novidade bem-humorada: canequinhas de ágata para o café, cor de porco (rosa), com dois discos pretos no fundo, parecendo um nariz de porquinho. Tem para vender na lojinha do restaurante. 

SERVIÇO 

A Casa do Porco 

Endereço: R. Araujo, 142, Centro, tel. 3258-2578 

Ficou com água na boca?